Destaque

LOOK URBANO
View Post
TOP TOPS
View Post
NOVA COLEÇÃO
View Post
Para o topo
18 set

Raízes Brasileiras: Madu Melo

É possível abrir um restaurante com tento apenas um ingrediente como protagonista de todos os pratos? Com certeza! E quem comprova isso é Madu Melo, nossa quarta entrevistada da série especial “Raízes Brasileiras” – projeto feito em parceria com Fabi Saad e Sofia Patsch, do Mulheres Positivas.

Pernambucana de Recife, Madu já fez faculdade de moda, marketing, já fez cursos de Beer Sommelier e, depois de um período sabático, decidiu abrir um restaurante na capital paulista, o Mandioca.

“Eu tinha certeza que teria um restaurante de cozinha brasileira sem firula, de cozinha real e verdadeira, aquela que fazemos em casa. A cozinha da nossa vó, da nossa mãe, das nossas tias, da nossa família. Cozinha de herança! Essa é a proposta do restaurante: ser uma cozinha simples, acessível!“

Mas como foi esse percurso da faculdade de moda à inauguração de um restaurante? Confira um trecho dessa entrevista inspiradora que tivemos com ela! Com vocês, Madu Melo 😊

 

SH – Você disse que já fez faculdade de moda e já trabalhou como gerente de marketing de uma empresa de cerveja. Por que você decidiu abrir um restaurante?

M.D. – A faculdade de moda foi a primeira que eu fiz e, na verdade, eu acho que o mundo de moda e o da gastronomia são muito próximos um do outro porque, nos dois casos, você está trabalhando com cultura. Então, desde quando eu decidi prestar faculdade de moda, eu sempre tive esse pensamento de trabalhar com culturas e de representá-las.

“Eu acho que moda representa um jeito de pensar, e isso pra mim que é estilo.”

Mas eu só fui entender isso depois de um tempo porque eu tinha escolhido moda porque eu queria era trabalhar com esse reforço de cultura. Depois, eu fiz marketing, porque a ideia era trabalhar com marketing de moda. Só que daí a vida me levou para caminhos diferentes!

Eu trabalhei com tecnologia, depois em um fundo de investimento – e foi lá eu comecei a trabalhar com cerveja. Eu me formei em Beer Sommelier e, nessa época, trabalhava como gerente de marketing nessa empresa de cerveja e era responsável por toda a parte de comunicação. Existia uma revista que ia para os sócios que assinavam esse clube de cerveja e lá tinha um espaço sobre gastronomia. Eu comecei a escrever receitas que harmonizavam com as cervejas que eu queria vender.

Foi aí que começou esse tino da gastronomia como profissão. Eu sempre cozinhei para receber amigos em casa e sempre gostei muito de estudar sobre gastronomia e sempre viajei muito. Eu conheço 32 países e brinco que quando eu chego eu um país, eu preciso comer a comida tradicional daquele lugar.

“A gastronomia sempre esteve presente, mas eu nunca entendi ela como uma profissão até trabalhar com cerveja e entender que eu poderia, sim, trabalhar com isso.”

SH – E como se deu esse start de abrir um restaurante?

MD – Antes de abrir o restaurante, eu fiz um sabático. Eu tinha muitas dúvidas na cabeça, e eu achei que era o momento de parar tudo! Eu sai do meu emprego e fui viajar. Eu precisava de um tempo pra pensar sobre o que eu realmente queria da minha vida.

Largar tudo é muito difícil! Eu já tinha uma carreira estabelecida, eu tinha perspectiva de virar diretora de marketing, enfim, uma ela já estava construída e se desenvolvendo. Só que, mesmo assim, não era a minha paixão, sabe? O que eu me fazia acordar todos os dias.

“Foi aí que eu decidi parar um pouco pra pensar em umas coisas. E o sabático, pra mim, foi um dos momentos mais importantes da minha vida porque daí eu entendi que na verdade o que eu sempre quis fazer é reforçar o nosso orgulho de ser brasileiro. […] A gente tem uma possibilidade de sabor dentro do Brasil que é uma loucura! Então a gente precisa resgatar isso!”

 

Confira a entrevista na íntegra:

 

Madu Veste:

Look 1:

Vestido Floral Vermelho – clique aqui para conferir

Look 2:

Jaqueta Jeans Detonada – clique aqui para conferir

T-shirt Básica Branca – Clique aqui para conferir

Saia Midi Babados Listra – Clique aqui para conferir

Cinto – Clique aqui para conferir

Brinco – Clique aqui para conferir

Sandália – Acervo pessoal

 

 

 

 

Sem comentários

Deixe um comentário para a gente

%d blogueiros gostam disto: